Cristina Ferreira

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Ciência Sem Fronteiras em Dublin (Irlanda)


Olá, meu nome é Cristine Brambatti, tenho 22 anos e sou estudante de Engenharia Civil e bolsista do programa Ciência sem fronteiras aqui em Dublin, na Irlanda
Sou gaúcha de Caxias do Sul e estou estudando Estudo Civil Engineering no Dublin Institute of Technology. Pra começar os post vou explicar um pouco de como funciona o programa Ciência sem Fronteiras.

    
 1) Inscrições no Ciência sem fronteiras
As inscrições para o programa ciência sem fronteiras começam em meados de agosto e setembro. Para se inscrever é necessário ter feito o ENEM a partir de 2009, estar entre 20% e 90% do curso concluído e prestar um teste de Inglês.
Os cursos abrangidos pelo programa ciência sem fronteiras são: engenharias, arquitetura, design tecnologias, ciências exatas, biológicas, agrárias e cursos na área da Saúde. Se você é de humanas, comunicação ou outras áreas, infelizmente o governo ainda não criou programas de intercâmbio como o Ciência sem fronteiras (vamos torcer para que sim).  Para se inscrever no programa basta ir ao site www.cienciasemfronteiras.gov.br ir no link chamadas abertas onde é possível ver os países com processo em aberto. Também é possível conseguir bolsas de Mestrado e Doutorado. 
Antes de se inscrever é importante verificar a nota mínima exigida para o teste de proeficiencia na língua escolhida.

     2)    Proficiência em Língua Inglesa
     Como Inglês era a língua que eu mais teria chances e é a língua Universal eu escolhi entre os países com língua inglesa e prestei teste de proeficiência em Inglês. 
Alguns testes são aceitos pela maioria das Universidades como o TOEFL IBT e o  IELTS. O exame TOEFL IPT não é aceito em algumas instituições então você deve ficar atento nos testes aceitos pelo país que você deseja ir.
O teste que eu fiz foi o TOEFL IBT (Internet Based Test), pois na minha cidade não havia IELTS e somente o Reino Unido não estava aceitando o TOEFL IBT. Para se inscrever no TOEFL IBT basta acessar o site http://www.ets.org/pt/toefl. No site tem todas informações sobre as datas de aplicação, locais e preços. Na época eu paguei 200 dólares, porém já aumentou para 215 dólares (preço meio salgado com a cotação atual).  No site também há todas informações e modelos de prova para fazer o Download. Para ir bem na prova importante é revisar provas de anos anteriores, pois a maior dificuldade dos testes é sua metodologia e principalmente o pouco tempo que se tem para responder as questões. No canal da Fernanda Fratarolla do Youtube tem várias dicas sobre as provas e como estudar e meu ajudou bastante na hora de estudar para a prova.

      3)     Fui selecionado como bolsista do CSF e agora?
Depois de se inscrever e fazer o teste de proficiência, e ter sua candidatura pré selecionada vem a parte de escolher a faculdade. No site do CSF mesmo estão às opções de universidades e cursos. Escolhemos três opções e as instituições tem um prazo de 15 dias para analisar as candidaturas e aceitar os alunos ou não. Fui aceita nas três universidades e escolhi o Dublin Institute of Technology, pois era em Dublin e não precisaria fazer aulas de Inglês antes de começar as aulas, pois havia alcançado o mínimo exigido no TOEFL. Após escolher o curso e a Universidade recebemos uma carta de oferta da Universidade e o contrato de concessão do Ciência sem fronteiras, que deve ser assinado.
Para vocês que gostariam de participar do CSF é preciso saber que existem algumas regras, temos de voltar ao Brasil um mês depois do fim da concessão da bolsa, não podemos viajar para o Brasil durante a bolsa no exterior e devemos ficar no Brasil sem fazer outro Intercambio pelo mesmo tempo que durou o Intercambio no exterior.
Depois de assinar o contrato ganhamos o dinheiro para comprar as passagens aéreas, auxilio instalação, auxílio material didático (para comprar tablet ou computador) e dinheiro de três meses de bolsa no nosso caso.

     4)  Cartão BB Américas
Depois de escolher a universidade recebemos um cartão do BBaméricas que é onde o dinheiro dos auxílios material escolar e auxílio mensal são depositados. O cartão é um cartão de débito da bandeira Mastercard e passa em qualquer estabelecimento que aceite cartões sem chip e Mastercard. Também é possível sacar em qualquer caixa eletrônico conveniado a rede Mastercad. Para sacar paga-se um taxa de 2 dólares, 1,75 euro atualmente e o valor de cada saque pode ser 500 euros, dólares ou libras dependendo da moeda local.




Semana que vem vou falar um pouco sobre a cidade que eu escolhi para morar: Dublin. Que é uma cidade linda e muito boa pra se viver. Qualquer dúvida deixem nos comentários. 

Beijinhos e até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninice Aguda - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Cristina.
Tecnologia do Blogger.
Design por
imagem-logo
Unicorn Design