Cristina Ferreira

terça-feira, 31 de maio de 2016

Existe CULTURA DO ESTUPRO NO BRASIL?



 Primeiro vamos entender oque é "Cultura do Estupro"

 Comportamentos comumente associados com a cultura do estupro incluem culpabilização da vítimaobjetificação sexual, trivialização do estupro(quando é comum, faz parte do dia-a-dia), negação de estupros(quando não acreditam que houve estupro), recusa de reconhecer o dano causado por algumas formas de violência sexual, ou alguma combinação entre esses comportamentos. Agora analise os últimos acontecimentos e diga se temos a Cultura do Estupro no Brasil?

  Agora vamos entender o que é Estupro e Estuprador (Fonte:GazetaDoPovo)

– Achar que estuprador é só aquele cara desconhecido que ataca uma mulher no meio de uma rua escura, às 2h da madrugada. A maioria dos estupros ocorre entre familiares e amigos. Não sei se você sabe, mas embebedar uma amiga ou amigo e depois fazer sexo com ela ou com ele é estupro. Estupradores não são doentes mentais. Não são somente aqueles homens vistos como maus. Podem ser pessoas que admiramos, pessoas próximas.

 – Achar que existe um meio-termo quando se trata de estupro. Achar um meio caminho entre negação e consentimento. Não há. Se não há consentimento expresso, é estupro. Ponto.

– Culpar a vítima. Dizer que as vítimas têm responsabilidade pelo próprio estupro é cruel, mas muita gente parece não se importar. Comparar essas pessoas às mesmas pessoas que foram roubadas porque não trancaram a porta de casa é transformar pessoas em objetos e desumanizá-las. O mesmo vale pra quem compartilha vídeos e fotos de meninas em situações íntimas, ri delas e as trata como vagabundas. Quer dizer que uma vida sexualmente livre te faz merecedora de um crime cruel? (Pensamento Machista)

– Cantadas de rua também ajudam a perpetuar a cultura do estupro. Como? Simples: ao tratá-las como algo normal, você passa o recado de que é OK um homem dizer a uma mulher o que ele gostaria de fazer com ela sem o consentimento dela, afinal, ela não pediu a opinião dele e não está disponível. Se um homem continua avançando sexualmente em relação a uma mulher, seja com palavras ou ações, sem que ela deseje fazer parte disso, isso quer dizer o quê?

– Medo de denunciar é algo normal numa sociedade que culpa as vítimas, não acredita nelas ou vê o estupro delas como algo menor. 


 Quando eu era menor sofri assedio por uns anos, me sentia mal, mas de verdade não entendia oque estava acontecendo e tinha medo de falar para alguém e acharem que era eu quem dava bola, que eu deixava ou gostava, e pior, eu tinha medo de ser coisa da minha cabeça, de não acreditarem em mim (hoje entendo que esse tipo de pensamento, é sinônimo de uma SOCIEDADE MACHISTA) . Quando eu amadureci percebi que estava certa em me sentir mal com oque me acontecia, porque não era normal, nem certo. Eu confiava em uma pessoa e ela se aproveitava disso, se aproveitava da ingenuidade, sei que se eu não tivesse me afastado, eu teria sofrido um estupro calada, e sem entender oque estava acontecendo.

 Sei que isso não é exclusividade da minha história, infelizmente, isso é mais comum do que se pode imaginar! Há "crianças" sendo estupradas em casa, na casa do amiguinho, do tio, do cunhado, sem nem ao menos saberem oque está acontecendo. Você não consegue distinguir a diferença entre um carinho de algo a mais, você é uma criança, mesmo quando já tem doze, treze anos. Ao contrário do que dizem, quem cala NÃO consente! Se não há o SIM, é estupro. 

 E quando acontece com minoria desprezada pela sociedade? Tipo com homens, prostitutas, travestis, drogadas, traficantes ou piriguetes como dizem? Acha que aí tudo bem? NÃO, não está tudo bem.

 O caso mais recente foi sobre a adolescente estuprada por 30 homens, li absurdos nas redes sociais, pensamentos e ideais de uma SOCIEDADE MACHISTA, dito por homens e mulheres inclusive... "ela mereceu", "ela pediu", "ela gosta de sexo", "ela já transou com 15 antes", "ela é traficante", "ela é prostituta", "ela gostou", a lista é bem triste, e eu lhe pergunto E DAÍ???? E daí que ela transou com 15, por isso ela mereceu ser estuprada? Porque ela estava inconsciente, logo, isso é estupro. 

 Mas há quem diga que ela pediu que viesse os 30, que viesse o bando todo, okay, vamos a uma historinha: 

 Eu e minhas amigas vamos dar uma festinha do chá, chamamos Pedro, ele ama chá!
 Logo que Pedro chega, juntamos as amigas e fomos oferecer chá para Pedro, que respondeu feliz:
 - Claro que eu quero! Eu amo chá! Vou querer o seu e pode vir com todos os outros chás porque eu amo chá e quero tudo. 
 Eu e minhas amigas fomos felizes e excitadas fazer o chá para Pedro, porem, Pedro havia bebido e se drogado demais na festinha do Bruno que rolou anteriormente, e acabou ficando inconsciente no meu sofá. Quando eu e minhas amigas terminamos o chá, fomos empolgadas para sala levar o chá que o Pedro pediu, chegando lá vemos que Pedro está inconsciente no sofá...

 Você acharia certo, se eu e minhas amigas enfiarmos o chá na boca de Pedro enquanto ele dorme? Mesmo que ele tenha dito que queria muito? Acha que temos o direito de fazer Pedro beber o chá mesmo inconsciente? 

 Não. Não é certo. Devemos guardar o chá para quando Pedro acordasse e se ele se sentisse bem para tomar o chá, ótimo, mas e se ele não aguentasse mais o chá?

 Pensando nisso, realmente acredita que a garota quis ou gostou de ter 30 caras enfiando "coisas" nela, ainda inconsciente? E depois ter vídeo das suas partes intimas, toda machucada, circulando pela internet? Acha correto?
NÃO. Não é certo! E se por algum motivo alguém chegou a pensar ou pensa o contrário, isso é por conta da SOCIEDADE MACHISTA em que vivemos, e sim, pela CULTURA DO ESTUPRO que existe SIM no Brasil. 

Esse post é bem polemico, mas não podemos simplesmente fechar os olhos para oque está a nossa frente, chega de sermos covardes! Nos expressar, argumentar, mostrar nosso ponto de vista é o começo pra desmancharmos ideais machistas.

Sinta-se a vontade para expor seu ponto de vista nos comentários, deixe seu argumento se discordar de mim, somos livres, até que uma ditadura dite o contrário. 

- Cristina Ferreira






  











Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninice Aguda - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Cristina.
Tecnologia do Blogger.
Design por
imagem-logo
Unicorn Design