Cristina Ferreira

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Roteiro dois dias em Viena


Oi, aqui é a Cristine B. e vou falar um pouco sobre Viena. Viena era a capital do Império Austro-Hungáro. Chegou a ser a quinta maior cidade do mundo, depois de Londres, Nova Iorque, Paris e Chicago  por volta de 1910, porém depois da Segunda Guerra perdeu um quarto de sua população. Viena é mundialmente conhecida pelas suas óperas e por ser o lugar de erradicação de grandes compositores como Mozart e Beethoven. 

Dica de Hostel em Viena: Ficamos novamente no Wombats Hostel em Viena, existem dois Wombats em Viena, ficamos no Wombats the Lounge. Era bem perto da estação de metro que usamos todos dias para se locomover, recomendo o hostel. Pagamos 11 euros a diária durante a semana e 13 durante o final de semana. 

Para andar por Viena pegamos o passe de 48 horas do mêtro que custou 13 euros, o que valeu a pena, pois nosso hostel era um pouco afastado e  algumas atrações ficavam longe umas das outras. 

Dia 1
No primeiro dia chegamos por volta de meio dia e fizemos o check in no nosso hostel. Depois saimos em direção ao Naschmarkt, um mercado com vários tipos de comida e artesanato. Tinha muitos tipos de peixe e diversos pratos típicos austríacos. É um bom lugar para almoçar, porém os preços são um pouco caros. Depois seguimos a pé para o Museum Quarter onde estão localizados os mais importantes museus de Viena:  o Naturhistorisches Museum, o Kunsthistorisches Museum. Como tínhamos somente dois dias em Viena acabamos não entrando em nenhum museu. 


Na frente de uns dos Museus de Viena
Após passamos em frente ao parlamento a ao Rathaus que é o um antigo palácio de Viena que hoje serve como prefeitura e conselho municipal de Viena. Também passamos em frente ao prédio do Parlamento de Viena. 


Parlamento de Viena

Em seguida seguimos andando em direção ao Palácio Imperial de Hofburg, que tem suas origens no século XIII. Fica voltado para a Heldenplatz e em seus arredores estão os parques Volksgarten e Burggarten. O palácio de Hofburg foi usado pelos soberanos da Áustria entre 1278 e 1918, e era sua principal residencia de inverno. Nesse castelo nasceu Maria Antonieta. Do outro lado do palácio esta a Michaeler Platz.


Palácio de Hofburg

Michaelerplatz

Do palácio seguimos para a catedral de Viena a Catedral de Santo Estevão. Mais uma clássica dos telhados coloridos do leste Europeu, por dentro é ainda mais linda que por fora.



Catedral de Santo Estevão

Catedral de Santo Estevão

No fim do dia fomos assistir a uma ópera na famosa Wiener Stasstoper, pagamos 4 euros para assistir a Ópera em pé. Apesar de ser em pé é super organizado e existem uns separadores. Para conseguir ver a ópera em pé chegue cedo e aguarde na fila. Quanto mais cedo chegar mais na frente se fica. A Ópera é cantada em alemão e tem umas telas com a tradução para o português. Para assistir a ópera sentado os preços começam em 13 euros. No dia em que fomos assistimos a peça Salomé, que conta a história da personagem bíblica. 


Dia 2
O segundo dia foi reservado para visitarmos os castelos de Viena: o Schloss Schönbrunn e o Palácio de Belvedere.
Antes de ir visitar os palácios fomos na Hundertwasser House, um conjunto habitacional de 50 apartamentos desenhados pelo arquiteto austríaco Friedensreich Hundertwasse e foram construídos em 1985. A cor e arquitetura diferenciada do complexo levou o mesmo a ser uma das principais atrações da capital Austríaca.


Hundertwasser house

Logo após pegamos o mêtro e seguimos em direção ao parque de diversões Viena Prater e sua famosa roda gigante. Como era inverno o parque estava fechado. O parque prater existe desde meados do século XII e o parque de diversões foi inaugurado em 1766. A roda gigante foi construída em 1897 e virou um símbolo de Viena.



Viena Prater


Em seguida pegamos novamente o mêtro e seguimos em direção ao Belvedere Palace que data de tornos de 1700 e é dividido em Belvedere Superior e Inferior. É possível visitar o interior do Castelo que é também um museu. Informações no site.

Belvedere Superior

Jardins de Belvedere

Belvedere Inferior


O último castelo e mais esperado de Viena é o Schloss Schönbrunn. Castelo de verão dos Hasburgo, família real Austríaca. Ele é comparado com o Palácio de Versalhes. Para chegar lá basta pegar o metro e descer na estação Schönbrunn. Também é possível visitar o interior do castelo. Ingressos no  site.


Schloss Schonbrunn

Minha impressão geral sobre Viena é de ser uma cidade presa no Século XVIII, cheia de palácios, igrejas, bailes de gala e Ópera. A cidade lembra um pouco Paris e Viena pode ser considerada uma Paris no Leste Europeu.


Beijos
Cristine Brambatti















Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninice Aguda - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Cristina.
Tecnologia do Blogger.
Design por
imagem-logo
Unicorn Design